27
Mar 13
publicado por Zara Costa, às 09:14link do post | comentar | partilhar

Fim do meu detox. Correu muitíssimo bem, não passei qualquer fome, comi exactamente o que estava planeado, andei durante um dia inteiro e bebi imensos líquidos, chás e água. Perfeito.

 

Agora perguntem-me, então e os resultados? Hoje de manhã quando me ia pesar a balança puff, foi à vida, só vi no ecrã "fail" e depois morreu. Será que engordei assim tanto que a balança se foi? Não é o que sinto! Bem, hoje à tarde vou tratar de comprar uma novinha e amanhã logo vos deixo a minha actualização do peso, pelo menos, assim o espero.

 

Agora vou fazer uma horinha de Tae Bo. Alguém participa?

 

Até já!


26
Mar 13
publicado por Zara Costa, às 09:50link do post | comentar | partilhar

Bom dia! Venho falar-vos do meu detox mensal de um dia, mas primeiro quero falar-vos de mim. Eu sou e sempre fui, arriscando-me mesmo a afirmar que sempre serei, uma pessoa exigente. Sempre lutei para conseguir o melhor aproveitamento possível na school, o mesmo acontece agora na universidade, nunca estou satisfeita, quero sempre planos novos com o M, parece que tudo o que fazemos nunca é suficientemente bom (mas na realidade é perfeito!), nunca estou satisfeita, acho sempre que posso melhorar o meu aspecto físico, nunca estou satisfeita, o meu peso nunca é o ideal, nunca estou satisfeita, o meu quarto nunca tem a decoração como quero, nunca estou satisfeita, as receitas nunca saem perfeitas, nunca estou satisfeita, falta sempre algo no meu look e na makeup, nunca estou satisfeita, por mais exercício físico que faça, nunca é suficiente para me contentar, nunca estou satisfeita. A lista continua, não termina, para ser mais precisa. Não me lembro de mim sem ser assim, uma pessoa insatisfeita. Esta minha característica traz-me infelicidade? Sim, não raras vezes. De vez em quando gostava de olhar para mim e para a minha vida e dizer, "Uau, como gosto de mim, estou tão bem com esta roupa e com esta maquilhagem!", "Adoro ver-me nesta foto em biquíni!", "As minhas notas foram fantásticas!", Esta receita ficou divinal!"... Pois, mas isto acontece muito pouco. As poucas vezes que acontece agradeço-as na íntegra ao M, é ele que me estica a mão e me tira do buraco onde às vezes estou enfiada. Este desabafo está a deprimir-me imenso, mas é mesmo isto, tal e qual como escrevi. Luto com todas as forças para contrariar esta minha essência mas é difícil ser bem sucedida nesta luta desigual. Talvez um dia, desistir é que não, que nisso ou menos a minha exigência dá-me uns pontos bónus, desistir não é comigo! Como tal...

 

 

...Falar de DETOX!

Uma vez por mês realizo um dia de detox.

 

.É um dia em que só consumo frutas, vegetais, muito pouca proteína e cereais/oleaginosas, muitíssima água com sumo de limão, chá de gengibre, camomila, erva doce... Não parece nada de especial pois não? Mas faz a diferença, sinto-me outra!

O nosso corpo está saturado dos produtos processados que ingerimos diariamente, das carradas de açúcar, gordura, sal, às vezes é preciso parar e deixá-lo reencontrar o seu ritmo natural, é tão bom. É disto que preciso para redefinir o meu healthy mode.

 

 

MENU DE HOJE, dia do detox de Março

 

PA: Água morna com sumo de limão + Batido (1/2 laranja + 1/2 kiwi + 50ml de leite magro + 1 colher de chá de aveia + 1 colher de café de linhaça e de sésamo + gengibre ralado + canela)

 

LANCHE 1: maçã verde + 3 amêndoas

 

ALMOÇO: salada de vegetais ou sopa sem batata (vou comer no shooping, como tal, logo verei qual a melhor opção)

 

LANCHE 2: Batido igual ao do PA

 

LANCHE 3: 1 bolacha de sésamo

 

JANTAR: salada/ sopa sem batata

 

PS: 1,5l de água + muito chazinho + 1hora de Tae Bo + muita caminhada e despe e veste no shooping

 

E pronto, mais um bocadinho de mim.

 

 

Até já.

 

 

AQUI:

24
Mar 13
publicado por Zara Costa, às 12:54link do post | comentar | partilhar

Bem, sinto-me mais completa do que nunca neste momento no que diz respeito à prática de actividade física. Sinto que atingi finalmente o equilíbrio que tanto tempo desejei, resultante de um intenso esforço por encontrar uma modalidade que me fizesse sentir eu mesma, que me desse prazer e que efectivamente garantisse resultados. Estou absolutamente fã e adicta do Tae Bo, sim, nunca pensei que a minha escolha passasse por aqui, mas passou, e sinto-me muito bem comigo mesma por isso. Treino de manhã, todos os dias, durante 1h, excepcionalmente treino também à tarde o mesmo período de tempo ou então vou correr. A minha alimentação é que anda um relaxe total. Não quer dizer que ande péssima, porque na realidade não anda! Já não há compulsão alimentar, existem as trocas alimentares inteligentes, existe a preferência pelo mais saudável, existe um alguém quase completo que vai sendo dia após dia construído. Ontem, fiz uma receita do blog da Joana  , algo que na realidade nunca havia experimentado e que o boy passava os dias a implorar para que fizesse, francesinhas. Utilizei ingredientes saudáveis, foi divertido cozinharmos juntos, e no final fiz um comentário que sei que o deixou muito orgulhoso de mim, "Sinto que estou a criar um novo eu, sinto-me feliz". Ele sorriu e apertou-me a mão com força, ai que lamechas, como eu o amo.

Sinto porém, que o regresso da prática de actividade física intensa, que nos últimos anos da minha vida havia abandonado, me alertaram para o facto de que uma alimentação mais cuidada e fraccionada possibilitam muito melhores resultados e que fazem com que o meu esforço saia efectivamente recompensado. Foi a pensar em tudo isso e sobretudo graças à enorme força de vontade que se tem apoderado de mim, que quero mudar-me, que quero reconstruir-me. Não quero de forma alguma dizer: "Ah, não vou comer, tenho de focar-me na dieta, não, não vou tocar em 1 grama de açúcar!", se me apetecer, como! Não como o bolo inteiro, como uma fatia, não como um prato cheio, como o suficiente, não como uma tablete de chocolate, como dois quadrados. Sim, este já é o início da minha nova vida, do meu espírito renovado. Quero partilhar convosco o meu plano para cada uma das refeições diárias e as opções alimentares que fazem parte de cada uma delas (Pequeno almoço, almoço, jantar, snacks, ceia). Quero ainda apresentar-vos o meu IMC, as minhas pesagens, os meus objectivos, a minha força, a minha luta! Vens?

AQUI: ,

19
Dez 12
publicado por Zara Costa, às 21:10link do post | comentar | partilhar

Bem, eu já tinha falado aqui no blog sobre o meu ódio a dietas absolutamente restritivas. Eu acho que essas dietas são um autêntico atentado à felicidade humana, fazem mal ao nosso organismo e ainda para mais, na esmagadora maioria das vezes, o peso perdido regressa pouco tempo depois. Mas sou sincera, hoje fiquei assustada quando a minha barriga me pediu candys e cookies às seis da tarde... Eu não gosto de comer doces todos os dias, não é que haja algum problema em fazê-lo desde que com moderação, já que não me encontro em dieta, no entanto é um hábito saudável que tenho e que gostava de manter. Eu já passei por episódios muito traumáticos durante o processo de perda de peso por que passei há algum tempo atrás e não quero repeti-los. Eu visto o tamanho XS, mas não pensem que sou esclética, longe disso, tenho é um corpo verdadeiramente estranho! Tenho 1,60 metros (muito baixinha, eu sei...) e peso 48,5kg (antes dos ataques de 2ª feira e de hoje aos doces...), não tenho cintura por natureza, o meu corpo é recto (não gosto nada disso, nunca gostei e dificilmente algum dia gostarei!). Hoje, quando comprei o macaco na zara gostei verdadeiramente de me ver com ele, senti-me confiante, no entanto, tenho perfeita consciência de que para o género de look que pretendo envergar menos um ou dois quilos era aconselhável. Não quero dizer com isto que esteja gorda, não nada disso, é tudo uma questão de autoconfiança! Eu conheci o M ainda durante o meu processo de emagrecimento (eu já pesei 58kg, há 3 anos atrás), ele conheceu todas as minhas manhas para não almoçar com ele, para rejeitar um pedaço de bolo de chocolate ou fatia de pizza, ele "emagreceu" comigo. Ao início insistia muito para que eu comesse, mas com o tempo isso foi passando, ele aceitou as minhas pancadas e, no fundo, eu também aprendi a viver assim. A realidade é que eu não fui feliz durante todo esse tempo! É agora que me sinto bem, porque apesar de não estar tão magra como já tive, sou feliz porque como aquilo que me apetece, dentro da minha mentalidade saudável claro. Tudo isto fez-me crescer muitíssimo e foi difícil chegar ao ponto de hoje ter ido almoçar uma pita shoarma com o meu namorado e roubar-lhe batatas fritas e maionese, muito difícil, mas consegui. Muito mais tenho ainda para conseguir, especialmente quando vejo aproximarem-se alturas em que inevitavelmente exponho mais o meu corpo: passagem de ano, carnaval... Eu tinha combinado com a minha mente saudável que ia evitar os doces nestes dias até às festas, para depois moderadamente poder provar tudinho, mas como estou de férias a minha barriguinha tem-se andado a portar mal, ai tem tem. Por isso mesmo amanhã vou desintoxicar o meu organismo e prepará-lo para o "healthy mode" em que me quero manter até sempre! Claro que de uma forma muito mais intensa até segunda porque preciso mesmo de caber nas minhas aquisições para o Natal e para a passagem de ano! No natal, ui, não há filhós, bolo escuro, arroz doce, mousse ou torta a que resista, nem pensar! Eu posso e vou comer na ceia de natal, no dia de natal, na passagem de ano e no ano novo, está dito! É sempre bom termos uma desculpa para comer coisinhas boas mas para isso é preciso que o nosso organismo se prepare, física e psicologicamente. Amanhã e sexta vou optar por um regime mais restrito porque isto anda a descambar, no fim-de-semana voltamos às comidas saudáveis, típicas, normais, aconchegantes, que marcam os meus doces dias de pessoa activa, saudável e feliz! Um esforçozinho só faz bem ao espírito.


 

AQUI: ,

mais sobre mim
Estou a ler...
um longo caminho para casa
arquivos
pesquisar neste blog
 
Bem-vindos!
Agosto 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31